30 de mai de 2010

28/05 Mesocco a San Bernardino - 14km

Saí do hotel bem cedo já pensando na subida de 14km até o vilarejo de San Bernardino (o passo fica à 7km depois do vilarejo). No primeiro giro do pedal montanha acima, saindo da única rua principal de Mesocco, já senti o que estava por vir. A elevação até San Bernandino pareceu mais forte que o Simplonpass, que apesar de 20km de subida, se mantinha constante até o topo (em torno de 10°). Isso acaba sendo bom porque você não é obrigado a fazer esforço extremo por muito tempo, e sim manter um regularidade sem ter que se matar pra subir. Já a elevação de SB me pareceu que começou muito mais próxima do passo, ou seja, todo o esforço que você faz deve ser concentrado em poucos kms. Tanto é que nos primeiros 20 minutos eu tinha andado 1.5km e já tava bastante ofegante, ehehehehh. Mas fui fazendo várias paradas a cada 10 minutos de pedal e, com ou sem sofrimento, os kms vão passando. As coisas realmente ficaram concentradas pra acontecer nos últimos 3kms: começou uma chuva forte, a temperatura caiu muito rápido (chuto que de uns 18 pra uns 10 em poucos minutos, afinal eu tinha entrado na região mais alta da montanha), meu corpo tava cansado, ensopado e começando a esfriar muito e, pra ajudar, minha garrafa de água já tava vazia. Essa hora eu senti que tinha que ter calma e um pouco mais de paciência porque logo estaria em San Bernardino. O foda é que parece que esse último kilômetro é o mais difícil, sempre. Logo avistei umas primeiras casas e percebi que estava entrando na cidade finalmente. A chegada na avenida principal era numa puta de uma merecida DESCIDA, o que tornou minha chegada MAIS agradável ainda, pois além da chuva, frio, cansaço e sede, o VENTO começou a congelar o meu rosto e a minha mão, além de ser muito mais chato de frear a bike com as rodas molhadas. Mas, pra minha sorte, assim que parei completamente a bike no meio da avenida, olhei pro lado e vi o escritório de turismo da cidade. Eu precisava achar o quanto antes um lugar pra ficar e o melhor seria perguntar ali. Não tinha ninguém dentro mas foi só eu chegar perto da porta de entrada que 2 pessoas saíram de um restaurante do outro lado da rua e me cumprimetaram, daí percebi que os 2 eram funcionários do escritório. Sinal de que a cidade é bem movimentada, não? O cara foi bem atencioso e me indicou um albergue na saída da cidade, já na estrada a caminho do passo. Lá fui eu escalar pedalar mais uns 300m pra chegar no albergue. É uma cabana/restaurante com alguns quartos e por 53 francos suíços tive café da manhã, almoço e jantar incluso, ou seja, algo em torno de 38 euros, bem em conta. Tomei um banho e fui almoçar pois ainda eram 13h00 (a viagem de Mesocco até San Bernardino levou mais de 3 horas e andei apenas 14km). Voltei pro quarto, dormi e no fim da tarde fui até o centro pra acessar internet via wi-fi. Por acaso, o único ponto de wi-fi na cidade era no mesmo centro de informações onde o cara me indicou o albergue. Fiquei uns minutos dentro do escritório mas eles já estavam fechando (porra, eu devia ser o único turista na cidade e eles ainda fecham o centro justo quando eu tô lá? rsrsrs). Falei pro cara que eu ia no restaurante em frente pra continuar usando e ele disse que não tinha problema. Aproveitei e pedi umas dicas sobre o roteiro pros próximos dias. No restaurante, finalmente vi os moradores da cidade, que até então parecia fantasma. Um casal de portugueses trabalha lá e conversamos um pouco, bastante simpáticos. O cara do centro turístico estava lá também pra tomar um café e, antes de sair, me passou um user e senha especial pra eu acessar a internet caso meu tempo de uso na rede deles expirasse. Não foi o primeiro e acho que nem será o último suíço a ser atencioso e hospitaleiro. O povo daqui faz de tudo pra te tratar bem. Me senti confortável mesmo estando no interior do interior do interior da Suíça. Amanhã vou tirar o dia pra não fazer nada e torcer pra que o sol apareça no domingo quando eu for seguir viagem. Pelo menos é o que diz a previsão por aqui. Se cuidem, crianças.



Exibir mapa ampliado

Nenhum comentário:

Postar um comentário